A insustentável leveza do mito entre moderno e pós-moderno